Estratégias de Empresas Fundidas e o Paradoxo das Fusões

##plugins.themes.bootstrap3.article.main##

José Méndez-Naya

Resumo




Tomando como referência um modelo de fusões horizontais, o objetivo deste artigo é qualificar o paradoxo das fusões, provando que uma empresa multidivisional formada por uma fusão poderia ser sustentável, embora a fusão não inclua a maioria das empresas do mercado. Especificamente, é testado que o número mínimo de empresas fundidas para ter uma fusão lucrativa, assumindo jogos simultâneos e sequenciais, é menor em nosso modelo do que no modelo tradicional Salant et al. (1983). Além disso, se prova que, se a empresa multidivisional a empresa estabelece de maneira ótima o número de subsidiárias, a fusão é sustentável e menos prejudicial ao bem-estar do que no modelo tradicional.




##plugins.themes.bootstrap3.article.details##

Como Citar
MÉNDEZ-NAYA, J. Estratégias de Empresas Fundidas e o Paradoxo das Fusões. Nova Economia, v. 28, n. 3, 19 mar. 2018.
Seção
Artigos
Biografia do Autor

José Méndez-Naya, Universidade da Coruña

Universidade da Coruña, Corunã, Spain.