[1]
B. Aidar, “Moeda, crédito e reforma do estado imperial português”, Neco, vol. 28, nº 3, mar. 2017.